Quem Somos

SATIVA – da Natureza com garantia

Fundada em 1994 por técnicos portugueses da área agronómica, a SATIVA tem desenvolvido trabalhos de auditoria e certificação através de uma equipa técnica que tem vindo a ser ampliada em número, qualificações de base e formação profissional.

O crescimento da actividade passa pela consolidação dos trabalhos que são desenvolvidos de uma forma regular, e por dar resposta a desafios e necessidades que os operadores com quem trabalhamos nos colocam.

Da natureza com garantia é uma forma de estar, procurando sempre diferenciar produtos e serviços junto do consumidor e dos operadores económicos. Através da certificação, qualificam-se os produtos e serviços, de forma a garantir que todos os aspectos relevantes de obtenção, a que geralmente não se tem acesso, foram devidamente verificados e estão conforme se espera, de acordo com um referencial.

A SATIVA é uma empresa independente, com processos não discriminatórios, imparcial, com processos transparentes e eficazes, com responsabilidades bem definidas e um elevado conjunto de reconhecimentos nacionais e internacionais e acreditações que valorizam os produtos e servios que certificamos.

A Equipa

A equipa da SATIVA tem mais de quatro dezenas de técnicos, com formação de base de diversas escolas de Portugal e de outros países.

A SATIVA desenvolve trabalho em muitos países possuindo resposta através de técnicos locais em Portugal, Itália, Brasil e Albânia.

Desde que são integrados na empresa os técnicos, licenciados, vão adquirindo formação académica específica, nomeadamente qualificações a nível de pós graduação e/ou formação profissional especializada para as áreas de trabalho.

Em 2018 a média de idades da equipa é de 36 anos, a média de anos de experiência profissional é de 14 anos.

Nenhum dos técnicos presta serviços de consultoria, sendo a actividade de inspecção e auditoria exclusiva.

Com a procura por clientes de novas certificações a SATIVA tem vindo a contratar pontualmente técnicos especializados para a realização de auditorias, nomeadamente na área da certificação de sistemas, efectuando sempre uma cuidadosa verificação de eventuais incompatibilidades, nomeadamente não permitindo que os auditores prestem outros serviços nas áreas que auditam.

O QUE FAZEMOS

A SATIVA dedica-se em exclusivo a actividades de inspecção, auditoria, controlo e certificação de produtos. A exclusividade da empresa e dos técnicos nestes trabalhos permite que todas as actividades sejam desenvolvidas com total imparcialidade e transparência. Os técnicos da SATIVA não efectuam consultoria, nem fazem projectos ou actividades paralelas e concorrenciais com a actividade de controlo e certificação.

As certificações que disponibilizamos estão nos diversos locais do nosso site. Algumas são bem conhecidas e com grande expansão, outras menos conhecidas mas que representam o interesse de operadores económicos de quem aceitámos um desafio de trabalho. Para quaisquer destas, ou para qualquer outra que em que tenha interesse não deixe de nos contactar.

Apesar da integridade e respeito pelo cumprimento da regulamentação e outra legislação e das normas que regem a nossa actividade, a forma de trabalho directo e dedicado, transforma os processos de certificação que parecem difíceis de obter, em processos simples e com respostas em tempo útil.

A actividade de acreditação consiste na avaliação e reconhecimento da competência técnica de entidades para efectuar actividades específicas de avaliação da conformidade. Serve, essencialmente, para ganhar e transmitir confiança na execução de determinadas actividades técnicas, ao confirmar a existência de um nível de competência técnica mínimo, reconhecido internacionalmente.

O IPAC – Instituto Português de Acreditação é o organismo que, em Portugal, exerce a actividade de acreditação como autoridade pública.

A SATIVA é um Organismo de Certificação que desempenha as funções de controlo e certificação de produtos de acordo com a ISO/IEC 17065 e de auditoria e certificação de sistemas de gestão, de acordo com a Norma Portuguesa NP EN ISO/IEC 17021 (Consultar – http://www.ipac.pt/pesquisa/acredita.asp).

De acordo com a Política da Qualidade definida no Manual da Qualidade, a SATIVA entende que deve demonstrar ao mercado que opera de acordo com as normas que regem a actividade de organismo de certificação, pelo que está acreditada pelo IPAC, e reconhecida pelo Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, para diversos produtos, esquemas, modos de produção, referenciais, etc., nomeadamente:

  • Modo de Produção Biológico;
  • Protecção Integrada e Produção Integrada;
  • Denominações de Origem Protegidas e Indicações Geográficas Protegidas;
  • Referencial GLOBALG.A.P.;
  • Referencial BRC Global Standard for Food Safety;
  • Arroz e farinha de Arroz, Sêmola e farinha de Milho (especificações técnicas próprias);
  • Sistemas de Gestão da Segurança Alimentar – ISSO 22000;
  • Greening – Despacho Normativo 1-C/2016 do MAFDR;
  • Entidade Reconhecedora de Regantes.

 

POLÍTICA E OBJECTIVOS DA QUALIDADE

A SATIVA enquanto Organismo de Certificação tem a responsabilidade de disponibilizar a cada cliente que a procura serviços de controlo, auditoria e certificação, que lhe permitam aceder ao mercado em condições diferenciadas dos seus concorrentes, através de uma comunicação objectiva.

Toda a actividade da SATIVA deverá contribuir para a concretização da missão de:

  • Prestação de serviços de controlo, auditoria e certificação de forma a garantir que todos os elementos envolvidos na cadeia de valor cumprem as especificações do respectivo esquema.

Os objectivos concretos que norteiam a actividade da SATIVA são:

  • promover a satisfação completa dos clientes através do cumprimento dos contratos estabelecidos;
  • estabelecer uma colaboração regular com os fornecedores baseada no objectivo comum que é a melhoria contínua e a satisfação do cliente da SATIVA;
  • melhorar a eficácia da organização interna adequando-a aos objectivos definidos;
  • criar as condições que permitam motivar todos os que trabalham na SATIVA para se envolverem e empenharem no cumprimento destes objectivos e na melhoria contínua;
  • qualificação adequada e permanente dos colaboradores;
  • melhorar os processos de comunicação interna e externa.

Esta política envolve e compromete todos os colaboradores na prossecução da missão da SATIVA. A política da Qualidade da SATIVA tem efeitos em três vertentes fundamentais:

  • nos clientes e fornecedores, porque permite estabelecer uma relação de confiança e simultaneamente se aumentam as exigências;
  • nos colaboradores, porque fortalece a imagem e melhora o prestígio pessoal e profissional;
  • na empresa, porque contribui para o desenvolvimento da SATIVA, melhorando a imagem e credibilidade.

DECLARAÇÃO DE IMPARCIALIDADE

SATIVA é uma empresa portuguesa, constituída para operar de forma integrada na área do controlo e certificação da produção agrícola e alimentar, florestal e de produtos turísticos.

SATIVA desenvolve trabalhos na área do controlo desde 1994 em todo o País, congregando técnicos permanentes com a experiência adequada, aliada a uma elevada capacidade de recrutamento e disponibilização de outro pessoal qualificado. Deste modo é garantida uma rápida resposta às solicitações que nos são efectuadas. Actuando de forma descentralizada, possui representantes em vários locais do país e estrangeiro, nomeadamente em Aveiro, Castelo Branco, Catânia (Itália), Dili (Timor), Elvas, Macedo de Cavaleiros e Funchal.

SATIVA é um Organismo de Certificação que desempenha as funções de controlo e certificação de produtos e de auditoria e certificação de sistemas de gestão, de acordo de acordo com as Normas em vigor.

SATIVA, através dos procedimentos por que se rege e da organização interna, garante que a decisão sobre certificação é tomada por pessoas diferentes das que efectuaram o controlo ou avaliação, garantindo a imparcialidade das actividades de certificação de produtos e de sistemas de gestão.

A estrutura, organização e procedimentos de trabalho definidos permitem que as actividades desenvolvidas respeitem os princípios fundamentais a seguir por um organismo de certificação:
• independência, permitindo um equilíbrio nas decisões de certificação;
• imparcialidade ou não discriminação, não impedindo o acesso de nenhum requerente e garantindo que as decisões sejam baseadas em evidência objectiva da conformidade ou falta dela;
• competência e eficácia, quer de meios humanos e técnicos, quer de métodos, suportada pelo sistema de gestão;
• responsabilidade para avaliar as evidências objectivas sobre as quais baseia uma decisão de certificação;
• transparência, divulgando as actividades realizadas, os operadores certificados e respectivo âmbito, e as sanções aplicadas, para o que, para além dos relatórios efectuados, se privilegiam meios como a Internet.
• confidencialidade mantida sobre toda a informação dos operadores a que tem acesso;
• capacidade de resposta a reclamações, garantindo que estas são tratadas adequadamente e em tempo útil.

Para garantir a imparcialidade a SATIVA tem como requisito não prestar serviços de auditorias internas, nem subcontratar auditorias a organizações consultoras em sistemas de gestão

A Gerência
(Validada pelo Conselho de Certificação)